Tumor de Paratireoide

As paratireoides são 4 glândulas endócrinas pequenas, localizadas no pescoço, atrás da tireoide. Elas são responsáveis por produzir o PTH (hormônio da paratireoide ou paatohormônio), cujas funções são regular os níveis de cálcio no organismo, junto com a vitamina D e evita que uma grande quantidade de cálcio seja eliminada pela urina.

A maior parte dos casos de doenças da paratireoides são benignas, os chamados adenomas ou hiperplasias.

 

O câncer de paratireoide é raro e atinge homens e mulheres na mesma proporção, na maioria dos casos acima dos 30 anos. Geralmente, esse tipo de câncer é diagnosticado durante cirurgia para tratar alguma doença benigna, por não apresentar sintomas iniciais e ser de crescimento lento.

FATORES DE RISCO


Atualmente não há um consenso sobre os fatores de risco que estão relacionados ao desenvolvimento de adenomas ou de câncer de paratireoide. No entanto, observa-se algumas mutações genéticas em casos raros da doença, como nos genes FIHP e MEN1.




SINTOMAS


Muitos pacientes não apresentam sintomas e em exames de rotina são encontradas alterações que levam ao diagnóstico.

Nos casos em que existem sintomas, eles são muito variados:

• Nódulo no pescoço;

• Dificuldades para falar ou de engolir alimentos;

• Fraqueza muscular;

• Hipercalcemia – aumento repentino do nível de cálcio no sangue;

• Fadiga ou sonolência

• Urinar mais do que o normal, causando desidratação;

• Pedras nos rins ou lesões ósseas;

Esses sintomas nem sempre estão relacionados ao câncer, pois alguns deles são comuns também em doenças benignas como hipo ou hiperparatireoidismo. A consulta com um médico especialista (endocrinologista ou cirurgião de cabeça e pescoço) ajudará a obter uma avaliação mais precisa.




DIAGNÓSTICO


O diagnóstico pode ser feito por exames de rotina em pacientes assintomático. Quando sintomático, o paciente apresenta sinais de hipercalcemia (aumento do cálcio no sangue) e tem início o processo de investigação por meio da realização de exames de sangue, raios-X, cintilografia e tomografia computadorizada, mas a confirmação do diagnóstico só acontece após o procedimento cirúrgico com a análise microscópica da amostra de tecido.

Ao perceber alguns dos sintomas, é importante procurar um otorrinolaringologista ou um especialista em cirurgia de cabeça e pescoço.




ESTADIAMENTO


Após o diagnóstico realizado pelo especialista, o nódulo ou tumor será classificado de acordo com o estágio em que está, ou seja, seu estadiamento. Isso ajudará a definir a escolha do tratamento adequado para cada caso.

O câncer de paratireoide é classificado pelo “sistema TNM”, no qual o T significa um tumor na região do órgão; N descreve que o câncer cresceu para os gânglios linfáticos; e M representa metástase, ou seja, a doença se alastrou para órgãos mais distantes.

Essa letra é acompanhada de um número, de 0 a 4. Quanto maior o número, mais o câncer cresceu ou se espalhou para outros órgãos.




TRATAMENTO


CIRURGIA: é o procedimento indicado no tratamento para de adenoma e câncer de paratireoide, diferindo apenas na extensão do procedimento.

A Paratireoidectomia remove a glândula e, se necessário, os tecidos vizinhos afetados para evitar a progressão (nos casos de câncer).

QUIMIOTERAPIA ou RADIOTERAPIA: podem ser opções complementares em casos de doença avançada.





Tipos de Câncer

Para conhecer mais sobre os tipos de câncer da região da cabeça e pescoço, prevenção, fatores de risco, sintomas, diagnóstico e tratamento, selecione abaixo a opção.

arrow&v