top of page
Jornais

Notícias

O que é iodoterapia?

Um dos tratamentos complementares para o câncer de tireoide é a iodoterapia.



Geralmente, quando é necessário tratar o câncer de tireoide com uma cirurgia para a retirada do tumor, a glândula tireoide também precisa ser removida de forma parcial ou total.


Quando é feita a tireoidectomia total, a iodoterapia, na algumas vezes, precisa ser realizada porque ela tem a função de eliminar eventuais células cancerígenas remanescentes, reduzindo o risco de o câncer voltar.



Como funciona a Iodoterapia?


O tratamento consiste na administração de doses de iodo radioativo (I-131) por via oral ao paciente. Pode ser por cápsula ou líquido.


Durante o tratamento, que leva cerca de 2 a 3 dias, o paciente pode precisar ficar internado em um quarto especial, em isolamento, até eliminar do organismo toda substância radioativa para que não haja a contaminação do ambiente e de outras

pessoas.


O iodo radioativo ao ser ingerido, é absorvido por células tireoideanas normais e também é captado pelas células cancerígenas, ou seja, a iodoterapia age onde é necessário, preservando outras células saudáveis do organismo.


Não são todos os casos que há indicação para esse tratamento. A iodoterapia é indicada principalmente para o câncer de tireoide dos tipos tumores bem-diferenciados (carcinomas foliculares e papilíferos), mas também são levados em consideração outros fatores, como por exemplo o tipo histológico mais agressivo, a existência de múltiplos focos de doença na tireoide, a presença de metástases linfonodais e o comprometimento de estruturas vizinhas à tireoide.

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page