top of page
Jornais

Notícias

Entenda o que é o câncer de cabeça e pescoço

A maioria dos casos de câncer de cabeça e pescoço são diagnosticados em fases mais avançadas, pois no início a doença não costuma apresentar sintomas e nem dor.


Dr. Luiz Pualo Kowalski

O câncer de cabeça e pescoço é um grupo de tumores malignos que podem se desenvolver em alguns órgãos que fazem parte da região da cabeça e pescoço, são eles: câncer de cavidade oral (boca, lábios, língua, gengiva, assoalho da boca e palato), de seios da face (maxilares, frontais, etmoidais e esfenoidais), de faringe (nasofaringe (atrás da cavidade nasal), de orofaringe (onde se encontra a amígdala e a base da língua) e hipofaringe (porção final da faringe, junto ao início do esôfago), de laringe (onde estão as cordas vocais), de glândulas salivares e de tireoide.

 

A maioria dos casos de câncer de cabeça e pescoço são diagnosticados em fases mais avançadas, pois no início a doença não costuma apresentar sintomas e nem dor.

 

 

Principais fatores de risco do câncer de cabeça e pescoço


Os principais fatores de risco que aumentam a chance de desenvolver um câncer de cabeça e pescoço são:

 

  • Tabagismo;

  • Consumo de bebidas alcóolicas em excesso;

  • Infecção pelo vírus HPV (Papilomavírus Humano);

  • Maus cuidados com a saúde bucal.

 

 

Sintomas que podem indicar um câncer de cabeça e pescoço


Estar atento aos sinais que o corpo manifesta pode ser uma ação importante para o diagnóstico precoce do câncer de cabeça e pescoço. Quando a doença é detectada nos estágios iniciais, as chances de cura aumentam – e chegam a cerca de 90%.

 

Esteja atento a sintomas como:

 

  • Inchaço ou ferida na boca que não cicatriza em duas semanas;

  • Nódulo na boca, pescoço ou mandíbula;

  • Manchas vermelhas ou esbranquiçadas na boca que persiste por mais de duas semanas;

  • Dificuldades para se alimentar: sensação de algo preso na garganta ou de queimação durante as refeições;

  • Problemas na fala: como a sensação de estar resfriado ou com rouquidão;

  • Problemas respiratórios: falta de ar, dores no peito ou sangramento nasal;

  • Dificuldades e dores enquanto mexe a boca.


Se identificado algum desses sintomas, busque a avaliação de um especialista. O médico otorrinolaringologista ou o cirurgião de cabeça e pescoço pode realizar o diagnóstico mais correto nestes casos.

 

O câncer é uma doença que costuma ser silenciosa no início. Por isso é tão importante realizar consultas médicas periodicamente, para que exames de rastreamento sejam feitos e detectem uma possível aparição da doença antes dela manifestar algum sintoma.

 

 

Diagnóstico do câncer de cabeça e pescoço

 

O diagnóstico do câncer de cabeça e pescoço significa muito mais do que ter a confirmação da doença. É conhecer o estágio em que se encontra o câncer, quais as características do tumor, como tamanho e espessura, e como o corpo do paciente foi impactado pela neoplasia.

 

É fundamental a realização de exames para confirmar a suspeita da doença.  Algumas vezes trata-se de um tumor benigno ou até mesmo outra condição médica de natureza inflamatória ou infecciosa, por exemplo. Além de ratificar o diagnóstico por meio de uma biópsia, é preciso verificar se o câncer se espalhou para outras partes do corpo - que é o estágio chamado de metástase.

 

Há vários tipos de exames que podem ser utilizados pelo especialista. Desde os exames de imagem (ultrassonografia, tomografia, ressonância magnética, PET-CT) exames de sangue (marcadores tumorais) e a biópsia. Desses, a biópsia é a forma mais precisa para confirmar o diagnóstico. Ela consiste em retirada de um pequeno fragmento do tecido tumoral para que possa ser examinada por um médico patologista. Pode ser realizada por meio de agulhas, endoscopia ou cirurgia.

 

Nem todos os procedimentos serão utilizados em cada caso de suspeita de um câncer: cabe ao especialista escolher os exames, com base nos sinais e sintomas descritos, idade, condição de saúde, tipo de câncer em suspeita e de resultados de exames anteriores.

 

Por isso, caso identifique sintomas de um câncer de cabeça e pescoço, consulte um médico, como um cirurgião de cabeça e pescoço, para uma análise mais precisa do seu caso – pois cada paciente deve ser sempre avaliado individualmente. E importante reforçar que o câncer, em seus estágios iniciais, pode não manifestar sintomas, portanto os exames de rotina são muito importantes para identificar possíveis sinais da doença em um estágio inicial, quando as chances de cura são maiores.

 

 

 Como prevenir o câncer de cabeça e pescoço

 

Em cerca de 30 a 40% dos casos, o câncer de cabeça e pescoço poderia ser prevenido, com a adoção de alguns hábitos:

 

  • Não fumar nenhum tipo de derivação do tabaco (cigarro, narguilé, cachimbo, charuto, cigarro de palha entre outros);


  • Não consumir bebida alcoólica em excesso, isso aumenta consideravelmente os riscos de desenvolvimento de um câncer de cabeça e pescoço. Se esse hábito for associado ao tabagismo, essa possibilidade pode ser ainda maior;


  • Vacinar contra o HPV – Papilomavírus Humano - a vacina contra o HPV é distribuída gratuitamente no Brasil por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) para ser aplicada em meninas e meninos de 9 a 14 anos de idade. Essa faixa etária foi escolhida pela grande produção de anticorpos e por ter sido menos exposta ao vírus por meio de relações sexuais. Além desse grupo, pessoas imunossuprimidas (ou seja, que têm o sistema imunológico mais frágil por causa de alguma condição clínica), vítimas de violência sexual e outras condições específicas, até os 45 anos;


  • Adotar uma dieta equilibrada e rica em vegetais, frutas, verduras, legumes e cereais. Além dos alimentos "in natura", procure optar por produtos minimamente processados. Evite ao máximo o consumo de alimentos ultraprocessados, que são formulações industriais feitas com vários ingredientes. Eles são pobres nutricionalmente e com alto teor de calorias, aditivos químicos, açúcares e gorduras. Esse tipo de alimento, se consumido em excesso, pode aumentar não só o risco de desenvolvimento de câncer, como também ocasionar deficiência nutricional, obesidade, diabetes e doenças cardiovasculares;


  • Manter o peso adequado: a obesidade e o ganho excessivo de peso na fase adulta podem aumentar o risco de desenvolvimento de câncer;


  • Usar preservativo durante a relação sexual: A prática do sexo oral sem proteção pode aumentar os riscos de desenvolvimento de um tumor na boca e garganta (orofaringe). Por isso é recomendado o uso de preservativos em todos os tipos de relações sexuais.  O uso da camisinha (masculina ou feminina) é o método mais eficiente para evitar a transmissão de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), do vírus HPV, um dos principais fatores de risco do câncer de cabeça e pescoço;


  • Utilizar protetor solar ao se expor ao sol: Um dos fatores de risco para o desenvolvimento do câncer nos lábios e da pele é a exposição solar em excesso. Utilize protetor labial, filtro solar e acessórios como chapéus, bonés ou sombrinhas para evitar que os lábios e a pele da face fiquem desprotegidos diante do sol;

  • Fazer a higiene bucal corretamente: Uma boa higiene bucal pode evitar fatores de risco que influenciam no desenvolvimento do câncer de cabeça e pescoço, como a periodontite. Por isso é importante adotar hábitos que contribuem para uma boa higiene bucal, como escovar os dentes ao menos três vezes ao dia, utilizar fio dental diariamente e fazer uso do enxaguante bucal (sempre sem álcool). Passar em consulta com o dentista regularmente também é fundamental. A higiene bucal pode ser prejudicada com o consumo excessivo de bebidas alcoólicas e com o tabagismo, portanto, evite esses hábitos;


  • Conhecer e estar atento aos sintomas do câncer de cabeça e pescoço para fazer o diagnóstico precoce: o diagnóstico precoce do câncer de cabeça e pescoço pode ser entendido como uma ação de prevenção secundária. Ou seja, saber reconhecer possíveis sinais da doença e buscar avaliação médica para descartar qualquer suspeita ou fazer o diagnóstico o quanto antes.


Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page