Jornais

Notícias

Seis substâncias do cigarro que podem aumentar a chance de um câncer de cabeça e pescoço

"Este produto causa câncer. Pare de fumar". Esse aviso está presente em todas as embalagens de produtos derivados do tabaco no Brasil, conforme regras aplicadas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). E o motivo para isso é mais do que claro: dados e pesquisas apontam maior probabilidade de desenvolvimento do câncer para quem é fumante, principalmente no pulmão, esôfago, rins, bexiga e órgãos da cabeça e pescoço, como lábios e cavidade oral.

De acordo com o INCA (Instituto Nacional de Câncer), o tabagismo aumenta em até oito vezes a chance de alguém desenvolver um câncer na boca em comparação com um indivíduo que não fuma - e esse número triplica se houver a combinação do consumo excessivo de bebidas alcóolicas.


Afinal, por que o cigarro e outros derivados do tabaco são tão conectados ao desenvolvimento de um câncer? A resposta está nos próprios componentes presentes nesses produtos: são mais de 4.700 substâncias tóxicas encontradas no cigarro.


Conheça os principais elementos e como eles podem prejudicar a sua saúde:


Substâncias do cigarro


Nicotina - Droga encontrada nas folhas do tabaco, a nicotina é o principal elemento que causa a dependência química do cigarro e o torna tão difícil de ser largado. A nicotina libera ao cérebro efeitos agradáveis durante o uso que, no entanto, são temporários. E isso traz uma necessidade de consumi-la novamente.

Caso a pessoa passe a fumar com uma frequência ainda maior, a dependência da nicotina irá aumentar. Caso o indivíduo tente parar o consumo, poderá experienciar mudanças físicas e psicológicas desagradáveis, sintomas da abstinência de nicotina.

Por isso, parar de fumar pode não ser uma tarefa fácil. É preciso apoio de amigos, familiares e de especialistas.


Monóxido de carbono - Gás incolor e tóxico, o monóxido de carbono está presente na fumaça do cigarro. Pode ser encontrado em produtos derivados de petróleo ou na fumaça expelida por escapamentos de veículos. Quando o ser humano inala essa substância, pode ter um comprometimento no transporte do oxigênio feito pelo sangue para todas as partes do corpo, inclusive na região da cabeça e pescoço. O monóxido de carbono é também responsável pela dor de cabeça durante o período inicial de abstinência do cigarro.


Polônio 210 - Polônio é uma substância altamente radioativa que pode ser encontrada na fumaça do cigarro. Esse elemento é muito tóxico mesmo em doses pequenas, seja por inalação ou ingestão, e sua radioatividade pode desencadear o desenvolvimento de doenças como o câncer. O polônio é utilizado na medicina e em pesquisa como fonte de raios alfa ou em veículos espaciais.


Amônia - Gás incolor que pode ser corrosivo e tóxico, a amônia é utilizada na fabricação de produtos de limpeza, fertilizantes agrícolas e explosivos e, também, encontrada na fumaça do cigarro. Caso a amônia seja inalada em grande substância, pode causar sintomas como tosse, falta de ar e até asfixiar as vias aéreas superiores.


Arsênio - Metal pesado utilizado no endurecimento de ligas metálicas de chumbo e latão, além da fabricação de inseticidas e venenos, o arsênio é outra substância encontrada no cigarro que pode causar sérios problemas para a saúde quando inalado ou ingerido em quantidades maiores, como o câncer de cabeça e pescoço.


Níquel - Metal bastante maleável e utilizado na fabricação de variados produtos, como moedas, baterias e bijuterias, o níquel pode causar intoxicação se ingerido ou inalado em excesso. Os cigarros possuem uma quantidade de níquel que pode causar males, como dermatite ou mesmo o câncer - principalmente na cavidade nasal e seios paranasais.


Outras substâncias que podem ser encontradas no cigarro e que também aumentam o risco de câncer: acetona (presente como solvente de esmaltes, resinas e graxas), resíduos de agrotóxicos, naftalina (utilizada para repelir baratas e traças) e até fósforo P4/P6 (usado como veneno contra rato).


Pare de fumar – ou nunca chegue a começar. Procure ajuda médica se necessário e preserve sua saúde.

126 visualizações