top of page
Jornais

Notícias

5 fatos que as mulheres precisam saber sobre o câncer de cabeça e pescoço

O câncer de cabeça e pescoço é uma doença com características que podem variar de acordo com o gênero. Enquanto os homens são mais afetados pelo câncer de boca, é na tireoide e na região da garganta que ocorre a maioria dos tumores na população feminina. O jeito da doença se manifestar e até a idade em que ela aparece também costumam ser diferentes entre os sexos.



Como o câncer não é uma doença única, é importante entender seus principais aspectos para buscar a prevenção e o diagnóstico precoce – um fator decisivo para, caso ocorra o diagnóstico de um tumor, ele seja tratado de forma mais eficaz. Para saber quais os pontos de atenção que as mulheres devem ter em relação ao câncer de cabeça e pescoço, separamos 5 fatos sobre a doença. Confira:


1 – Por ano, cerca de 20 mil mulheres recebem o diagnóstico do câncer de cabeça e pescoço no Brasil

O câncer de cabeça e pescoço é um dos tipos da doença mais comuns entre as mulheres brasileiras. O principal em incidência é o da tireoide: 14.160 diagnósticos são feitos, em média, a cada ano no país, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA). Já o câncer da cavidade oral (boca) e o da laringe (localizada na garganta) atingem cerca de 5.400 mulheres anualmente.


2 – Tabagismo, consumo de bebidas alcóolicas e a infecção pelo HPV são as principais causas da doença

Entre as mulheres diagnosticadas com câncer de cabeça e pescoço, parte delas teve exposição a algum dos 3 principais fatores de risco da doença: tinham o hábito de fumar; ou consumiam bebidas alcóolicas em excesso; ou foram diagnosticadas com Papilomavírus Humano (HPV). E quando esses fatores são combinados, a chance de ter a doença é ainda maior.


Por isso, quando se fala em prevenção do câncer de cabeça e pescoço, as mulheres devem evitar usar qualquer produto derivado do tabaco (seja cigarro, narguilé, charuto, cachimbo ou o vape, chamado também de cigarro eletrônico), ingerir bebidas alcóolicas com moderação e utilizar preservativos na hora da prática sexual – também nos momentos de sexo oral, que também podem causar a infecção pelo HPV e desenvolver algum tumor na região da boca e garganta. A vacina contra o HPV, disponível na rede pública de saúde para meninas de 9 a 14 anos, também é um importante aliado para se prevenir dessa infecção sexualmente transmissível.


Além disso, é importante manter o controle do peso, ter uma alimentação saudável (equilibrada e rica em frutas, verduras e cereais, evitando o consumo de ultraprocessados) e praticar exercícios físicos, hábitos importantes não só para prevenir o câncer de cabeça e pescoço, como para garantir mais qualidade de vida.


3 – Mulheres adultas de qualquer idade devem estar atentas ao câncer de cabeça e pescoço

Muitos tipos de câncer costumam surgir depois dos 60 anos de idade, mas existem dois tipos de tumores na cabeça e pescoço que merecem atenção em faixas etárias menores: tireoide e orofaringe.


No caso do câncer de tireoide, cerca de 2/3 dos casos da doença ocorrem entre os 18 e 55 anos de idade. Isso ocorre porque o tipo mais comum da doença, chamado de carcinoma papilífero, aparece em adultas em idade reprodutiva (de 18 a 35 anos). Já o outro tipo de tumor, o câncer de orofaringe, pode ocorrer em mulheres abaixo dos 40 anos quando a doença surge após a infecção pelo HPV.


4 - O câncer de tireoide é muito mais comum em mulheres do que nos homens

Dos 16.660 casos de câncer de tireoide que ocorrem a cada ano no Brasil, mais de 14 mil são diagnosticados em mulheres. Apesar da doença não se conhecer um fator de risco muito evidente – como o cigarro é para o câncer de pulmão, por exemplo – o tipo de tumor menos agressivo de câncer de tireoide, carcinoma papilífero, é muito mais comum no gênero feminino.


Já entre os tumores malignos mais agressivos na tireoide, não há essa disparidade no número de casos entre homens e mulheres.


5 - Nódulos no pescoço são o principal sinal do câncer de tireoide

O câncer de cabeça e pescoço pode ser silencioso no início, sem apresentar sintomas claros do desenvolvimento da doença. No entanto, caso a mulher note a presença de um nódulo no pescoço ou na boca, ela deve buscar a avaliação médica. Quando esse caroço aparece no pescoço, por exemplo, pode significar um tumor na tireoide. Um número positivo é que cerca de 95% desses nódulos são benignos – e muitos sequer necessitam de uma cirurgia para serem retirados.


As mulheres também devem ficar atentas a outros sintomas do câncer de cabeça e pescoço como um todo, não só da tireoide, como um inchaço ou ferida na boca, que demora mais de duas semanas; dificuldades para respirar, falar ou se alimentar.

Comentarios


bottom of page