Jornais

Notícias

7 dicas para começar um novo ano com muita saúde

A virada de ano pode oferecer uma motivação extra para buscar novas atitudes. E isso não é diferente em relação à saúde: existe uma série de ações que podem ser adotadas para melhorar sua qualidade de vida. No caso do paciente com câncer e outras doenças de cabeça e pescoço, os cuidados com a saúde são ainda mais importantes para auxiliar no tratamento oncológico ou na reabilitação.


Independentemente da época do ano é fundamental colocar na prática o desejo de cuidar mais da saúde. Não adianta esperar os “novos tempos” com o início de um novo ano, essas tarefas só saem do papel de acordo com sua iniciativa. Para te auxiliar, confira sete dicas para começar um novo ano com mais saúde.



Faça atividades físicas


A prática de exercícios físicos é uma recomendação importante para a saúde de todas as pessoas. Além de influenciar positivamente na saúde, pode também ser um fator de prevenção de diversas doenças e tipos de câncer, além de auxiliar na qualidade de vida entre aqueles que já estão em tratamento oncológico - desde que liberado e supervisionado por especialistas.


Para o paciente com câncer de cabeça e pescoço, a prática de atividades físicas pode trazer benefícios. Um exemplo é quem está em tratamento de quimioterapia: os exercícios podem atenuar reações como a redução de peso, de mobilidade e trazer mais qualidade de vida.


É importante que o paciente com câncer de cabeça e pescoço converse com seu médico e com especialistas para definir quais atividades físicas podem ser praticadas. Lembre-se que até tarefas cotidianas, como caminhar ou limpar a casa, podem ser opções de exercícios. É importante também separar horários do seu dia para a prática até que se torne uma rotina.



Tenha um cardápio saudável no dia a dia


Uma alimentação saudável, rica em frutas, legumes, verduras e cereais e que evite o consumo de alimentos ultraprocessados é uma importante aliada na prevenção do câncer, além de promover mais qualidade de vida a quem adota esse tipo de dieta. Por isso, independentemente se você se excedeu ou não nos pratos durante as festas de final de ano, é importante já buscar essa alimentação mais equilibrada e saudável.


Para os pacientes com câncer de cabeça e pescoço, os cuidados com a alimentação são ainda mais importantes. Afinal, é comum durante o tratamento o surgimento de sintomas como boca seca, alteração de paladar, feridas na boca, dores e dificuldade para engolir. Quadros que podem dificultar a alimentação e fazer o paciente perder peso de uma forma nada saudável. Existe uma série de preparações e estratégias nutricionais que podem ajudar a amenizar esses sintomas e auxiliar na saúde do paciente durante o seu tratamento oncológico.



Não fume


Evite o contato com qualquer tipo de tabaco ou derivados, como cigarro, narguilé, cachimbo, charuto, cigarro de palha, entre outros. O tabagismo é um dos principais fatores de risco para tumores na boca, laringe, faringe e em outras partes do corpo, e no caso do paciente com câncer de cabeça e pescoço, seu consumo é ainda mais contraindicado. O hábito de fumar é colocar a pessoa em contato com mais de 4.700 substâncias nocivas, como a nicotina, monóxido de carbono, amônia e elementos radioativos como o polônio 210.



Cuidado com o consumo de bebidas alcoólicas


Assim como o tabagismo, o consumo de bebidas alcoólicas, principalmente em excesso, aumenta os riscos de um câncer, principalmente em partes do corpo como boca, faringe, laringe, estômago, intestino e fígado. Esse hábito precisa ser ainda mais evitado por quem já é paciente de um câncer de cabeça e pescoço, pois pode prejudicar o tratamento e trazer complicações indesejadas.



Receba suas vacinas contra a covid-19 e contra a gripe


A vacina contra a covid-19 é indicada para todos. Durante a época da virada de ano, as doses de reforço passaram a ser disponibilizadas para a maioria dos adultos no Brasil. Essa aplicação extra ajuda a diminuir a chance de contaminação e, principalmente, de casos graves e mortes por causa do coronavírus.


No caso do paciente com câncer de cabeça e pescoço, a imunização contra a covid-19 também é muito importante. Busque manter sempre atualizada sua cobertura vacinal, seja com a dose de reforço disponível agora ou com a que for anunciada futuramente, especialmente antes de iniciar um tratamento como cirurgia, radioterapia ou quimioterapia. Converse com seu médico para saber se há alguma contraindicação do imunizante durante o tratamento - geralmente, não há. A vacina contra covid-19 é segura para os pacientes oncológicos e os ajudam a ter menos uma preocupação durante esse momento tão importante da vida que é o tratamento contra o câncer.


Uma outra forma de síndrome respiratória aguda grave surgiu nas últimas semanas e tem sido a causa de um grande número de internações. Trata-se da infeção por Influenza A H3N2. Suas manifestações clínicas podem ser confundidas com as da COVID-19. Na presença de sintomas procure assistência médica para obter diagnóstico e tratamento adequados. Essa forma de gripe é grave e requer atenção precoce. Pessoas que não receberam vacina da gripe em 2021 devem procurar uma Unidade de Saúde para recebê-la o mais breve possível. Para saber mais, acesse: https://butantan.gov.br/noticias/saiba-como-diferenciar-os-sintomas-da-gripe-e-da-covid-19-em-meio-ao-surto-e-a-pandemia



Utilize protetor solar e tome cuidado com o sol


Os primeiros meses do ano são marcados pelo verão, com bastante sol e calor. Caso precise sair de casa, seja para viajar para praia ou simplesmente fazer compras na feira, lembre-ses sempre de passar protetor solar. Utilize também chapéus ou bonés e roupas leves que podem ajudar a proteger sua pele da incidência de raios solares.


Adote essas medidas ao longo de todo o ano, mesmo em dias nublados. A exposição aos raios ultravioletas do sol, sem a devida proteção, é o principal fator de risco para o câncer de pele. Essa informação também serve de alerta para os pacientes em um tratamento de câncer de cabeça e pescoço, pois podem estar com a saúde um pouco mais fragilizada e por isso precisam ter mais cuidados.



Consulte regularmente um médico e faça exames de rotina


Consultar o médico periodicamente e manter exames de rotina é uma ação muito importante a ser adotada. Essa avaliação pode favorecer a detecção de doenças que ainda estão assintomáticas (que não manifestam sinais, dores ou incômodos) e ajudam a ver como está sua saúde - e se estiver tudo certo, é uma dor de cabeça a menos para o seu dia a dia.


Durante a pandemia de covid-19, o número de consultas médicas de rotina e a realização dos exames preventivos despencaram. Com o avanço da vacinação e o retorno de diversas atividades, é a hora de fazer aquele check-up completo da saúde. E para o paciente com câncer de cabeça e pescoço, se precisou interromper algum tratamento complementar ou atendimento com algum especialista durante esse período, é o momento de retornar. Converse com seu médico para uma avaliação mais específica sobre o seu caso.